OF | Recuperar incluindo: A Educação para o Risco, Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável e Educação para a Cidadania

09-01-2023

Razões justificativas da ação e a sua inserção no plano de atividades da entidade proponente


A atuação do CFAE MarcoCinfães assenta no princípio de que a formação contínua é um eixo fundamental para a melhoria da qualidade do ensino e das práticas docentes e, simultaneamente, uma estratégia de valorização do território de inserção das suas escolas associadas, assente em parcerias com instituições de natureza diversa a nível local, regional e nacional numa perspetiva de promoção de igualdade de oportunidades e maior coesão territorial. A colaboração com os municípios e outras instituições com vista à promoção do exercício de uma cidadania mais informada, mais crítica e mais inclusiva enquadra-se nos princípios do Plano Integrado de Recuperação das Aprendizagens, Resolução de Conselho de Ministros nº 90/2021, de 7 de julho e nos princípios, valores e competências do Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória. A valorização do trabalho colaborativo a favor do bem comum, a assunção de responsabilidades e a valorização do conhecimento ao serviço do progresso e da sustentabilidade são algumas das competências trabalhadas em Educação para a Cidadania, a saber, em Educação Ambiental, Risco e Sustentabilidade. O confronto com inúmeras situações e contextos indutores de riscos, a nível local e global, os conflitos militares em larga escala, as tragédias ambientais continuam a aumentar a vulnerabilidade do planeta e das populações. Só o exercício de uma cidadania plena e inclusiva tornará possível uma gestão mais equitativa de recursos e soluções.


Objetivos a atingir


• Aprofundar, partilhar e debater conhecimentos sobre Educação para a Cidadania e respetiva operacionalização;
• Analisar e debater o domínio da Educação Ambiental (responsabilidade individual e coletiva; alterações climáticas; proteção da biodiversidade, do planeta e do território) e respetiva operacionalização curricular à luz do Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória;
• Analisar e debater do Desenvolvimento Sustentável e respetiva operacionalização curricular à luz do Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória;
• Analisar e debater a Educação para o risco no âmbito da Proteção Civil e o desenvolvimento duma cultura de Segurança e respetiva operacionalização curricular à luz do Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória;
• Rever e consolidar conhecimentos a nível de trabalho de projeto;
• Valorizar o papel das comunidades e instituições locais, regionais, nacionais e internacionais no desenvolvimento de projetos escolares;
• Analisar e debater metodologias de trabalho de projeto de acordo com o nível de ensino;
• Valorizar a produção e divulgação de conhecimento como fator de sustentabilidade;


Conteúdos da ação

I-Enquadramento
1. Apresentação de formadoras e formandos(as); apresentação das linhas orientadoras da ação e discussão dos critérios de avaliação (1 hora síncrona)

2. O Plano Integrado de Recuperação das Aprendizagens, Resolução do Conselho de Ministros nº 90/2021, de 7 de julho: análise do fio condutor e articulação com os Decretos- Lei nº 54 e 55/ 2018, de 6 de julho, o Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade Obrigatória, as Aprendizagens Essenciais e a Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania. (2 horas síncronas)

II-Educação para a Cidadania: domínios e operacionalização curricular
1- Os contextos e a seleção dos temas e a importância das parcerias (1h00m síncrona)
2-Trabalho colaborativo transdisciplinar e construção de Domínio de Autonomia Curricular (exemplos nos diversos níveis de ensino) (1h00m síncrona)
4- O conceito de capacitação das comunidades educativas e de valorização do território (1h00m síncrona)

III- Educação Ambiental
1- A importância do domínio no contexto atual, nacional e internacional; responsabilidade individual e coletiva; alterações climáticas; proteção da biodiversidade, do planeta e do território; operacionalização em sala de aula e em diversos projetos curriculares, escolares e comunitários; (1h30m hora, síncronas)

IV-Desenvolvimento Sustentável
1-Desenvolvimento sustentável- análise do conceito ao nível dos diversos ciclos de ensino: operacionalização na sala de aula e em diversos projetos curriculares, escolares e comunitários; (1h30m síncronas)

V-Educação para o Risco
1- Risco no âmbito da Proteção Civil; o desenvolvimento duma cultura de Segurança; a minimização de riscos naturais, tecnológicos e mistos e o desenvolvimento de medidas de autoproteção; (3 horas síncronas)
2- Instituições locais, nacionais e internacionais relevantes no domínio dos trabalhos de projeto nas áreas de Educação Ambiental, Desenvolvimento Sustentável, Risco e Segurança e respetivas competências; a importância da divulgação dos projetos dinamizados pelos(as) alunos(as), docentes e escolas e a construção de conhecimento numa perspetiva de sustentabilidade dos projetos. (3 horas síncronas)

VI- Projeto
Planificação conjunta de um projeto curricular adequado ao nível de ensino de cada grupo de formandos(as) integrando dados do contexto local;(6 horas presenciais)

VII- Avaliação
1-Apresentação dos projetos elaborados pelos(as) formandos(as) (4 horas presenciais)

VIII- Formadores/ Formadores Convidados
Tiago Magalhães; Inês Teixeira e Fernando Diogo (ESE-IPP Porto); Técnicos SMPC Marco de Canaveses

Destinatários: Educadores de infância e docentes de todos os grupos disciplinares das escolas e agrupamentos associados do concelho de Marco de Canaveses.

Janeiro: 17, 19, 24, 26, 31;

Fevereiro: 7, 9, 14

Horário: 18h30-21h30 exceto a última que terá de ter mais uma hora.

Nota: os dias para realização das 10 horas presenciais serão acordados entre formandos(as) e formadores(as);

Duração25 horas
Dias de Duração8
Modalidade:Oficina de Formação
FormaçãoGeral
AcreditaçãoCCPFC/ACC-118079/22